Artigos de Opinião

Alocação de Capital: Os Outsiders - Artigo Forbes
Revista Forbes, 04 Outubro 2017
Alocação de Capital: Os Outsiders - Artigo Forbes

Warren Buffett diz que é melhor investidor porque é empresário; e que é melhor empresário porque é investidor. Justifica esta afirmação por considerar que o trabalho de alocação de capital não é apenas o mais importante para qualquer investidor, mas é a base dos negócios e o trabalho número um de qualquer CEO.

Ler mais
À Procura de Caminhos Fáceis - Artigo Vida Económica
Vida Económica, 28 Setembro 2017
À Procura de Caminhos Fáceis - Artigo Vida Económica

No artigo “À Procura de Caminhos Fáceis”, Emília Vieira alerta para a distorção do mercado que esta tendência de investimento passivo está a provocar, uma vez que os ETF´s não têm analistas fundamentais. Desta forma, ao não questionarem as avaliações, os ETF’s não só não contribuem para a descoberta de preço como fomentam um ciclo vicioso, em que os ativos caros tenderão a ficar mais caros e os baratos tenderão a ficar ainda mais baratos.

Ler mais
Investir por modas ou a preceito? - Artigo Forbes
Forbes, 29 Agosto 2017
Investir por modas ou a preceito? - Artigo Forbes

O mercado está a sobrevalorizar significativamente as qualidades do grupo de empresas mais caras e a subvalorizar as mais baratas. Nos últimos três anos, os investidores têm vindo a pagar cada vez mais pelas receitas esperadas dos quatro maiores nomes do mundo digital. É o preço a pagar para acompanhar o forte crescimento destes gigantes. Mas até quando?

Ler mais
A Diferença entre Preço e Valor
Revista Forbes, 08 Agosto 2017
A Diferença entre Preço e Valor

Um investidor individual tem a tarefa muito dificultada para tomar decisões de investimento no seu melhor interesse. Ouve muitas opiniões contraditórias - sobre a evolução da economia, notícias das empresas, eventos políticos, possíveis conflitos regionais, todo o tipo de informação sobre acções, níveis de mercado e outras – e facilmente se desvia de uma estratégia de valor a prazo.

Ler mais
Riscos cambiais: to hedge or not to hedge?
Revista Risco, 29 Junho 2017
Riscos cambiais: to hedge or not to hedge?

É quase impossível à maioria dos investidores ter conhecimento do tipo de riscos cambiais a que estão expostos nas suas carteiras de investimento.

Ler mais
O Dinheiro dos Outros: a importância de prestar contas
Vida Económica, 28 Junho 2017
O Dinheiro dos Outros: a importância de prestar contas

Na Grã-Bretanha dos Séc. XVIII e inícios do Séc. XIX, uma porção significativa da economia era controlada pelos Quakers. Os Quakers detinham metade das fundições do país, eram protagonistas chave na banca (o Barclays e o Lloyds eram seus) e foram instrumentais na indústria e no comércio entre a Grã-Bretanha e as Américas.

Ler mais
Investir a longo prazo
Revista Forbes, 07 Junho 2017
Investir a longo prazo

Qualquer um gosta de lucros fáceis e rápidos. Mas a perspectiva de um ganho sem esforço incentiva a ganância, e a ganância leva muitos investidores a procurar atalhos quando investem. Em vez de permitirem que os retornos se componham ao longo do tempo, tentam conseguir lucros rápidos com base em palpites “quentes”. O investimento inteligente requer paciência e nada tem em comum com uma carteira de acções da moda.

Ler mais
O Poder das Histórias e a Importância dos Números
Forbes, 01 Maio 2017
O Poder das Histórias e a Importância dos Números

A Tesla, fabricante automóvel norte-americana liderada por Elon Musk, teve no último ano prejuízos de quase 700 milhões de dólares, vendas de 7 mil milhões (70 mil veículos) e a sua capitalização bolsista ultrapassa os 51 mil milhões de dólares.

A General Motors (GM), lendária construtora de Detroit, teve lucros de 9,7 mil milhões, vendas de 166,4 mil milhões (10 milhões de automóveis) e a capitalização bolsista é de 50 mil milhões de dólares.

A Ford, outra histórica construtora norte-americana, teve lucros de 4,6 mil milhões, vendas de 151,8 mil milhões (6,6 milhões de veículos) e a capitalização bolsista é de 45 mil milhões. Mas ao contrário da Tesla, cujas ações estão a subir cerca de 40% desde o início do ano, as acções da GM e da Ford caíram recentemente com receios que as vendas de automóveis terão atingido um máximo cíclico.

Ler mais