Voltar

Vivemos cada vez mais. Poupamos cada vez menos. E grande parte da poupança tem hoje rendimento real negativo. Saiba como preparar um futuro financeiro mais seguro.

A Casa de Investimentos e O Jornal Económico pretendem assinalar o Dia Mundial da Poupança com a organização de uma iniciativa que procure sensibilizar a opinião pública para os desafios que algumas das transformações na sociedade vão impor. Ao longo das últimas quatro gerações, a Esperança Média de Vida aumentou 30 anos, facto que, a par de um saldo demográfico deficitário, nos colocará perante a iminente insustentabilidade do já débil sistema de segurança social.

A combinação destes fatores confronta-nos com a necessidade de perspetivar de que forma e em que condições vão as atuais e futuras gerações assegurar o seu bem-estar e as suas mais básicas condições de vida, em particular, os cuidados de saúde.

Estas profundas transformações sociais e demográficas levantam-nos, pois, exigentes desafios à nossa economia mas, também, ao planeamento da vida de cada indivíduo. Torna-se imprescindível começar, desde cedo, um responsável plano de poupança capaz de fazer face a um, expectavelmente, cada vez mais longo período de tempo em que a maior parte das pessoas não será capaz de obter rendimentos por via do trabalho.

Pelo exposto, entendemos dar o nosso contributo para a valorização e consciencialização deste desígnio através do lançamento do “Livro do Investimento em Valor”, de Christopher Browne, um excelente “manual” sobre a importância de criar uma estratégia de poupança e dos benefícios que a mesma pode ter no longo prazo.

Pretende-se que esta sessão seja, antes de tudo, uma reflexão sobre a temática, os seus desafios e exigências presentes, apoiada nos convidados que integrarão o painel e que contam com importantes trabalhos e estudos nas áreas do investimento, da economia e da economia da saúde.

Inscrições através do e-mail: info@casadeinvestimentos.com e do telefone: 253 617 607.