Voltar
Autoria
ER
Ethan Rotberg

Artigo publicado originalmente a 14 de dezembro de 2020 em Yahoo!Finance.

Os 6 truques de Warren Buffett para ensinar às crianças sobre dinheiro

Com todos os negócios e trabalho filantrópico que o ocupam, seria fácil imaginar que o CEO bilionário da Berkshire Hathaway não teria tempo disponível para ensinar a próxima geração de investidores.

Não é bem assim. Em 2011, o Oráculo de Omaha ajudou a criar uma série de animação infantil chamada Secret Millionaires Club, que apresenta Warren Buffett como mentor de um grupo de crianças empreendedoras. Durante os primeiros anos, Buffett chegou mesma a empresatr a sua própria voz ao homónimo animado.

Poderemos não ter a sua lendária perspicácia financeira, mas, ao longo dos anos, Buffett tem-nos oferecido algumas pepitas de sabedoria sobre como ensinar os nossos filhos sobre dinheiro. Aqui estão seis sugestões que pode utilizar para transmitir os nossos conhecimentos.

1. Nunca é cedo demais para aprender, a sério.

Quando Buffett diz para começar a ensinar assuntos financeiros cedo, ele quer dizer muito cedo.

“Às vezes, os pais esperam até que os seus filhos cheguem à adolescência para começar a falar sobre gestão de dinheiro quando poderiam começar quando os seus filhos ainda estão na pré-primária, declarou Buffett à CNBC.

Então, como se ensina literacia financeira a uma criança de três anos? Esqueça o mercado de ações e comece com os clássicos: o dinheiro não cresce nas árvores.

Podemos explicar às crianças que gastar não é tão fácil como utilizar o cartão de crédito onde quer que vamos. É preciso muito trabalho para ganhar dinheiro, por isso não o devemos gastar frivolamente.

2. Ensine o valor de poupar – nem que seja um euro.

Assim que tiverem idade suficiente para compreender, ensine aos seus filhos o valor de poupar.

Buffett não desperdiça tempo e ensina o que são juros às crianças do Clube dos Milionários Secretos.

Poupar regularmente, nem que seja um pouco de dinheiro, compensa, diz Buffett. Em vez de gastar dinheiro num refrigerante, que realmente não precisamos, poupe-o, e ele vai render ainda mais dinheiro, ganhando juros.

As lições dos desenhos animados, no entanto, têm as suas limitações os nossos filhos precisam de alguma experiência prática para pouparem melhor. Podemos providenciar a sua própria conta poupança e cartão de débito.

Algumas aplicações informáticas permitem até atribuir tarefas, configurar depósitos automáticos para a sua mesada e até mesmo depositar juros (pagos pelos pais). Eles poderão ver quanto dinheiro estão a ganhar e a poupar mas não se preocupe, os pais terão o controlo total sobre o que podem gastar com o cartão e onde.

3. Seja um modelo heroico

Os seus filhos vão adquirir alguns dos seus hábitos - os bons e os maus. Buffett dá crédito ao seu próprio pai por lhe mostrar como criar os hábitos certos.

O meu pai foi a minha maior inspiração, disse Buffett numa entrevista de 2013 à CNBC. Ele foi o meu herói quando eu tinha seis anos e ainda é o meu herói hoje. Ele é uma inspiração para mim em todos os sentidos. O que aprendi muito cedo com ele foi ter os hábitos certos.

Quer ser um pai/mãe herói? Inspire os seus filhos ao tomar decisões financeiras inteligentes. Isto não significa que precisamos de ser peritos no investimento, mas, pelo menos, devemos mostrar-lhes que sabemos manter a casa em ordem.

Isto significa, em primeiro lugar, eliminar qualquer dívida problemática que tenhamos acumulado. Se nos estivermos a debater com elevadas taxas de juros aquela dos cartões de crédito, por exemplo talvez devamos considerar um empréstimo de consolidação de dívidas para agregar todas estas dívidas num empréstimo com uma taxa muito mais baixa.

É fácil encontrar serviços online gratuitos que o ajudarão a comparar rapidamente cotações de diferentes credores, facilitando a procura das melhores taxas.

4. Separe as necessidades dos desejos

Uma lição dura para as crianças: não podemos ter tudo o que queremos.

Antes conseguirem gerir o seu dinheiro responsavelmente, os nossos filhos precisam de aprender que existe uma diferença enorme entre desejos e necessidades.

Nma entrevista à CNBC, Buffet sugere que os nossos filhos façam uma lista de cinco ou dez coisas que gostariam de comprar. De seguida, analise cada artigo com eles e determine se é uma necessidade ou um desejo e explique porquê.

Quando fazemos as compras das necessidades - ou ocasionalmente, dos desejos - mostre aos seus filhos que, nesta fase, também eles podem tomar decisões significativas. Por exemplo, nem todas as lojas têm os mesmos preços. Com a internet, podemos comparar com facilidade os melhores preços noutros vendedores.

5. Aumente o seu conhecimento

Não tem todas as respostas? Isto é normal; as pessoas de sucesso nunca param de aprender.

A aprendizagem e educação constante ao longo da vida é muito importante para todos, declara o homónimo animado de Buffett num episódio do Clube dos Milionários Secretos.

Este é um bom conselho para os pais e ainda melhor para aqueles que estão apenas a começar sua viagem educacional.

O que eu sempre digo é, aprenda a aprender, diz Buffett, que é famoso por ler vários jornais todos os dias. Não tenha medo de continuar a aprender, quer seja na escola ou a ler sobre inovações e novas tecnologias.” 

Comece por incentivar os seus filhos a dedicar-se aos seus hobbies, quer seja uma atividade pós-escolar ou material extra de leitura. Esta dedicação e paixão pelo conhecimento servi-los-á bem em todas as áreas da vida, incluindo as finanças.

6. Alimente o seu espírito empreendedor

Não demorou até que o jovem Buffett começasse a aprimorar suas capacidades empresariais.

Muito antes da Berkshire Hathaway, Buffett, com seis anos de idade, ganhava os seus primeiros cêntimos com a venda de pastilhas elásticas na vizinhança. Vendo uma oportunidade para margens ainda maiores, passou a comprar seis latas de Coca-Cola por vinte e cinco cêntimos e a vendê-las individualmente por cinco cêntimos cada.

Os nossos filhos e filhas poderão nunca liderar um conglomerado multinacional, mas encorajá-los a ver oportunidades de ganhar dinheiro só os ajudará no futuro. Até mesmo uma banca de limonada ajudará a ensinar lições como solução de problemas, estabelecimento de objetivos e vendas.

Os próprios pais poderão considerar acumular algum capital inicial para os empreendimentos futuros dos filhos utilizando uma aplicação de investimento automatizada. Algumas aplicações até recolhem o troco que sobra de todas as pequenas compras que fazemos diariamente e o depositam numa conta de investimento para os filhos.

Depois, quando os filhos se tornarem adultos, poderão assumir a gestão da conta e utilizar as lições que lhes ensinou para a aumentar ainda mais.

Poderemos também considerar a abertura de uma carteira de investimentos conjunta, na sua adolescência. Algumas corretoras on-line oferecem até uma ação grátis quando se abre a conta, tornando-a uma plataforma perfeita para o portfólio de principiante dos seus filhos.