O JavaScript do seu browser não está ativo. Para pedir o seu convite, por favor, ative-o.

FAQs —
Perguntas Frequentes

Como posso subscrever mais unidades de participação no fundo?

Para além da possibilidade de definir subscrições adicionais programadas no momento de abertura de conta, vai poder, a qualquer momento, efetuar subscrições adicionais programadas ou imediatas através da sua Área de Cliente, no portal Save & Grow. Para reforços programados, que podem ser periódicos e/ou pontuais, dará uma autorização de débito direto em conta bancária. Já para reforços imediatos efetuará uma transferência bancária da quantia a subscrever para o IBAN do fundo. O valor mínimo em cada um dos momentos de subscrição adicional é de €100.

Tenho um PPR noutra entidade financeira. Posso transferi-lo para a Casa de Investimentos?

Sim, poderá transferir esse PPR quando quiser e mantendo a antiguidade das subscrições efetuadas. Pode solicitar a transferência no momento de abertura de conta ou, em breve, na sua Área de Cliente, no portal Save & Grow.

As eventuais mais-valias (ou menos-valias) com o fundo são consideradas no apuramento anual de rendimentos de mais valias?

Embora a nossa resposta não deva substituir a consulta a um especialista em direito fiscal, podemos dizer que, de acordo com a legislação atualmente em vigor, e para fundos sediados em Portugal, como é o caso, o imposto é retido na fonte, no momento do resgate. As operações de resgate e as respetivas mais-valias (ou menos-valias) não precisam assim de ser declaradas e não serão consideradas no cálculo em sede de tributação autónoma. Se pretender que as mesmas sejam consideradas, deve optar pelo englobamento e proceder a declaração das operações de resgate e das respetivas mais-valias (ou menos-valias).

Como cliente, tenho acesso aos investimentos do fundo? 

O extrato do fundo apresentará a totalidade das posições de investimento da carteira, assim como o peso de cada uma.

O extrato é mensal e enviado por email?

Como cliente, recebe, mensalmente, uma notificação de disponibilidade de extrato integrado na sua área de cliente, onde também tem acesso, a qualquer momento e com atualização diária, à cotação das UPs e à situação patrimonial da sua conta.

A nível de risco, como é que o fundo compara com a gestão individual de patrimónios da Casa de Investimentos?

O fundo Casa Global Value PPR/OICVM segue a mesma filosofia e a mesma abordagem ao investimento que utilizamos na gestão individualizada e também segue a carteira modelo que usamos nessa atividade. Sendo assim, os investidores encontram no nosso fundo um produto orientado a investidores com o mesmo perfil de risco e horizonte temporal de investimento da gestão individual, sem prejuízo da maior acessibilidade no que respeito a montantes mínimos de investimento.

Posso investir no fundo através da minha empresa?

Como se trata de um PPR, o fundo destina-se exclusivamente a subscrições em nome de pessoas singulares (vd Decreto-Lei n.º 158/2002, de 2 de julho). No entanto, as empresas podem subscrever a favor e em nome dos seus trabalhadores.

Porquê optar por um PPR, ao invés de um ETF de índice?

O investidor deve optar em investir com a Casa se e quando acreditar na nossa filosofia de investimento, na capacidade da sua equipa, que existem princípios sólidos de que estamos empenhados em oferecer aquilo que é melhor para os nossos clientes e se quiser acompanhar o que é feito com o seu dinheiro e perceber porquê. Para além disso, acreditamos que, num período alargado, conseguiremos ter rentabilidades, pelo menos equivalentes às de um índice de ações globais. O que, em termos líquidos de tributação, representa uma vantagem para o investidor.

Quais são os custos recorrentes do fundo?

As comissões de gestão do fundo são de 1,4% na classe Founders e de 1,8% na classe Retail. Na taxa total de encargos correntes cujo valor atualizado pode ser encontrado na Informação Fundamental a Investidores (IFI) incluem-se ainda os custos de depositário, supervisão, contabilidade e auditoria. Estes custos adicionais são diluídos à medida que o valor dos ativos sob gestão aumenta.

Qual o IBAN para efetuar transferências e reforços?

A transferência de valores para reforços deve ser efetuada para o IBAN PT50 0061 0050 0551146350035, conta titulada por Fundo Casa Global Value PPR OICVM, junto do Banco BIG. Agradecemos que nos informe sempre que ordene uma transferência, e se possível coloque no descritivo da operação o seu número de conta.

Tenho um PPR noutra entidade financeira. Posso transferi-lo para a Casa de Investimentos?

Sim, pode transferir qualquer PPR (fundo ou seguro, de capital garantido ou não), integral ou parcialmente, com a grande vantagem de manter a antiguidade das subscrições já efetuadas e os benefícios fiscais associados.

Esta transferência pode ser solicitada aquando da abertura de conta fundo PPR e a qualquer momento na Área de Cliente no portal Save & Grow.

É simples, diligenciado por nós e sem qualquer custo da nossa parte. De acordo com a Lei está previsto um prazo máximo de resposta de 10 dias úteis por parte da sociedade gestora de origem. Tratando-se de um PPR com capital garantido, e apenas neste caso, a outra sociedade gestora de origem poderá cobrar até 0,5% do valor transferido.

Como cliente, tenho acesso aos investimentos do fundo? 

O extrato do fundo apresentará a totalidade das posições de investimento da carteira, assim como o peso de cada uma.

A nível de risco, como é que o fundo se compara com a gestão individual de patrimónios da Casa de Investimentos?

O fundo Casa Global Value PPR/OICVM segue a mesma filosofia e a mesma abordagem ao investimento que utilizamos na gestão individualizada e também segue a carteira modelo que usamos nessa atividade. Sendo assim, os investidores encontram no nosso fundo um produto orientado a investidores com o mesmo perfil de risco e horizonte temporal de investimento da gestão individual, sem prejuízo da maior acessibilidade no que respeito a montantes mínimos de investimento.

Que custos e comissões tem o fundo Casa Global Value PPR?

As comissões de gestão do fundo são de 1,3% na classe Founders e de 1,5% na classe Prime. Na taxa total de encargos correntes cujo valor atualizado pode ser encontrado na Informação Fundamental a Investidores (IFI) incluem-se ainda os custos de depositário, supervisão, contabilidade e auditoria. Estes custos adicionais são diluídos à medida que o valor dos ativos sob gestão aumenta.

*A comissão de resgate reverte a favor dos participantes do fundo, não a favor da Casa de Investimentos.

Como posso subscrever mais unidades de participação no fundo?

Para além da possibilidade de definir subscrições adicionais programadas no momento de abertura de conta, pode efetuar reforços programados ou imediatos através da sua Área de Cliente, no portal Save & Grow. Para reforços programados, que podem ser periódicos e/ou pontuais, dará uma autorização de débito direto em conta bancária. Já para reforços imediatos efetuará uma transferência bancária da quantia a subscrever para o IBAN do fundo. O valor mínimo em cada um dos momentos de subscrição adicional é de €100.

Qual a rentabilidade do Casa Global Value PPR e como posso acompanhar a evolução do fundo e do meu investimento?

A rentabilidade atualizada do fundo CasaGlobal Value está disponível aqui.

Posso resgatar os valores investidos e acumulados no fundo, a qualquer momento? Em que condições?

O fundo investe em ações de grandes empresas mundiais, que transacionam em mercados organizados e têm muita liquidez diária. Por isso, o fundo tem liquidez permanente.

 

Os valores estão sempre disponíveis para resgate (à cotação da Unidade de Participação), seja ao abrigo ou não das condições definidas na Lei, de acordo com a tabela abaixo:

Caso o valor subscrito não tenha completado um ano de permanência no fundo, será cobrada comissão de resgate de 2%, que reverte a favor, não da gestora, mas sim dos participantes do fundo.

 

No caso de o reembolso solicitado determinar um valor de carteira inferior a 1.000 euros, isso implicará, automaticamente, a conversão do reembolso parcial em total.

O que distingue o PPR da Casa de Investimentos?

Investimos 100% em ações, seguindo a filosofia de investimento em valor.

O propósito do fundo é a segurança do capital e conquistar ganhos de poder de compra a longo prazo.

Investimos em negócios com fundamentos económicos excepcionais, e procuramos comprá-los quando transacionam a desconto do seu valor intrínseco, a margem de segurança que nos permite minimizar o risco e potenciar os retornos a prazo. A orientação de longo prazo é essencial e a paciência é largamente recompensada. Gerimos em nome dos nossos Clientes e para seu benefício. Cultivamos a transparência e o conhecimento como elementos criadores de relações de confiança. Em cada momento, os investidores do fundo sabem no que estão investidos e porquê.

A estratégia é – em linha com o que fazem as famílias mais ricas do mundo – investir num número limitado de empresas globais que consideramos extraordinárias e que tenham demonstrado, de forma consistente, capacidade de produzir retornos acima da média nos capitais investidos e libertar elevados níveis de cash-flows. Procuramos investir em:

·       Empresas cujos negócios percebemos bem e tenham capacidade de crescimento,

·       Grandes marcas mundiais com vantagens competitivas difíceis de replicar, balanços sólidos e capacidade de reinvestir lucros a taxas de rentabilidade elevadas,

·       Equipas de gestão capazes, com provas dadas a alocar capital, com foco na criação de riqueza para os acionistas e com participação acionista na empresa,

·       Procuramos comprar quando transacionam a preços sensatos.

Acreditamos que 20 a 30 empresas de grande qualidade, com capacidade de crescimento no mercado global e nas quais também investimos as nossas poupanças, permitirão um retorno muito satisfatório a longo prazo. Seguimos a mesma estratégia para a gestão de grandes patrimónios.

 Muitos têm grande capacidade de poupar e acumular valores em contas bancárias ou produtos que hoje não têm rendimento e, nalguns casos, têm riscos consideráveis. A questão que se coloca é a seguinte:

 Prefere emprestar o seu dinheiro a um banco (depósitos bancários), emprestá-lo a empresas ou governos com integridade duvidosa (obrigações de empresas ou países), se quiser ter algum rendimento ou investir esse dinheiro nalguns dos melhores e mais reputados negócios do mundo e participar no seu sucesso?

 As empresas em que investimos beneficiam de boas perspectivas de crescimento, têm balanços sólidos como uma fortaleza, e baixos níveis de dívida. Se pensar desta forma e ignorar a variação da cotação diária, só existe uma resposta lógica.

 A maior vantagem que podemos ter no investimento é o foco no longo prazo. O tempo é o melhor aliado dos negócios cuja qualidade, definida por quatros pilares:

·       O histórico da empresa,

·       A força do seu balanço,

·       As práticas contabilísticas que adota,

·       As forma como é gerida,

e cujas perspectivas futuras mostrem capacidade da empresa de gerar crescimento no volume de negócios, nas margens de lucro e nos cash flows.

 

Uma vez identificados estes negócios, só precisamos de os comprar a preços sensatos. Estes são os verdadeiros investimentos em valor. A margem de segurança é-nos garantida pela qualidade da empresa, pela sua capacidade de aumentar os lucros no futuro e pelo facto de sermos disciplinados e aproveitarmos para comprar quando estão a desconto. Estas empresas terão boas performances em momentos de expansão e terão grande capacidade de resiliência nas recessões ou crises económicas.

Posso abrir uma conta fundo PPR para os meus filhos (ou outro menor)?

Sim. Iniciar o investimento a longo prazo desde tenra idade é a melhor forma de conquistar uma verdadeira independência financeira para o futuro − como poderá constatar através deste Simulador.

A subscrição do Casa Global Value PPR é individual (por NIF). Porém, o titular pode incluir na sua conta um ou mais Representantes Legais (com poderes de movimentação da conta). A conta pode ser titulada por um menor com intervenção de um dos pais (ou ambos) como Representante Legal, que terá a exclusividade dos poderes de movimentação da conta até que o titular atinja a maioridade. Não existe idade mínima do menor. Para a abertura de conta só é necessário apresentar o cartão de cidadão do menor.

O Fundo PPR Save & Grow é de capital garantido?

O Fundo PPR Save& Grow não é de capital garantido.

Os PPR disponíveis no mercado dividem-se em dois grandes grupos: com capital garantidoe sem capital garantido.

Os primeiros têm a caraterística de garantirem que, no momento em que resgata o seu PPR, não irá receber menos do que investiu. Sendo produtos com risco muito reduzido,semelhante ao dos depósitos a prazo, proporcionam rendimentos extremamente reduzidos, em muitos casos inferiores à inflação, levando a uma perda real doseu poder de compra a longo prazo.

Nos PPR semcapital garantido, como o próprio nome sugere, existe a possibilidade dedesvalorização do seu capital: ao resgatar o seu PPR, poderá vir a recebermenos dinheiro do que investiu. Este risco torna-se cada vez menos provável à medida que o seu horizonte de investimento vai aumentando: a longo prazo, é expectável que um PPR 100% investido em ações, como o Save & Grow, venha a gerar retornos muito superiores aos dos produtos com capital garantido.

Qual o valor mínimo para abertura de conta Casa Global Value PPR e como posso ser Cliente?

O valor mínimo para a subscrição inicial é 1.000 euros, e também pode ser realizado por transferência (parcial ou integral) de PPRs detidos noutra instituição. Reforços subsequentes têm o mínimo de 100 euros. Os reforços não são obrigatórios nem exigem periodicidade definida.

As eventuais mais-valias (ou menos-valias) com o fundo são consideradas no apuramento anual de rendimentos de mais valias?

Embora a nossa resposta não deva substituir a consulta a um especialista em direito fiscal, podemos dizer que, de acordo com a legislação atualmente em vigor, e para fundos sediados em Portugal, como é o caso, o imposto é retido na fonte, no momento do resgate. As operações de resgate e as respectivas mais-valias (ou menos-valias) não precisam assim de ser declaradas e não serão consideradas no cálculo em sede de tributação autónoma. Se pretender que as mesmas sejam consideradas, deve optar pelo englobamento e proceder a declaração das operações de resgate e das respetivas mais-valias (ou menos-valias).

O extrato é mensal e enviado por email?

Como cliente, recebe, mensalmente, uma notificação de disponibilidade de extrato integrado na sua área de cliente, onde também tem acesso, a qualquer momento e com atualização diária, à cotação das UPs e à situação patrimonial da sua conta.

Porquê optar por um PPR, ao invés de um ETF de índice?

O investidor deve optar em investir com a Casa se e quando acreditar na nossa filosofia de investimento, na capacidade da sua equipa, que existem princípios sólidos de que estamos empenhados em oferecer aquilo que é melhor para os nossos clientes e se quiser acompanhar o que é feito com o seu dinheiro e perceber porquê. Para além disso, acreditamos que, num período alargado, conseguiremos ter rentabilidades, pelo menos equivalentes às de um índice de ações globais. O que, em termos líquidos de tributação, representa uma vantagem para o investidor.

Quais são os benefícios fiscais do Fundo para residentes fiscais em Portugal?

Os Clientes individuais do Fundo com residência fiscal em Portugal beneficiam de: uma tributação das mais-valias no resgate que é, a qualquer momento, mais reduzida que a aplicada a outros valores mobiliários e é decrescente por patamares de antiguidade (tabela 1); isenção de Imposto de Selo na transmissão a herdeiros; uma opção de dedução à coleta de IRS de 20% das contribuições realizadas no ano com limites estabelecidos por patamares de idade, no caso de não se encontrarem na reforma (tabela 2).

As mais-valias do Casa Global Value PPR são consideradas no apuramento anual de rendimentos de mais-valias?

De acordo com a legislação atualmente em vigor, o resgate e respectivas mais-valias são de declaração facultativa, uma vez que as mesmas são alvo de retenção na fonte por taxa liberatória no momento do reembolso. Assim, se pretender que as mesmas sejam consideradas, deve optar pelo seu englobamento. Esta resposta não pretende substituir a consulta a um especialista em direito fiscal.

Posso investir no fundo através da minha empresa?

Como se trata de um PPR, o fundo destina-se exclusivamente a subscrições em nome de pessoas singulares (vd Decreto-Lei n.º 158/2002, de 2 de julho). No entanto, as empresas podem subscrever a favor e em nome dos seus trabalhadores.

O que acontece ao fundo e aos valores aplicados se a Casa de Investimentos fechar/falir? E se o banco custodiante falir?

O fundo é patrimonialmente autónomo da Casa de Investimentos e, portanto, não é afetado, no caso de esta última cessara sua atividade.

Os instrumentos financeiros (ações de excelentes empresas mundiais incluídas no fundo) estão integralmente salvaguardados e não são afetados pela eventual falência do custodiante.

O fundo investe em ações de grandes empresas mundiais, com balanços sólidos, que cotam em mercados organizados e têm muita liquidez diária.

Não obstante, gerimos a Casa de Investimentos com grande margem de segurança, mantendo um balanço muito sólido com Capital Social 26 vezes superior ao exigido pelo regulador.

Qual o nível de risco do Casa Global Value PPR?

O fundo assume apenas posições longas em ações de empresas de grande capitalização nas quais temos grande convicção. Estas empresas transacionam em mercados organizados e as suas ações têm muita liquidez.

Risco de mercado – principal fator de risco do fundo é a variação da cotação de mercado, que pode depender não apenas dos fundamentos destas empresas e da evolução dos seus negócios, mas também da envolvente económica, de eventos extraordinários e do comportamento irracional dos investidores no mercado.

Risco cambial – o portfólio de empresas em que o fundo investe é global e está exposto a investimentos denominados em euros, em dólares americanos e em outras moedas. Não fazemos a gestão de risco cambial e, por essa razão, o fundo pode variar com as variações cambiais, sobretudo do dólar americano por ser a moeda a que os investimentos do fundo estão mais expostos.

Risco operacional – falhas ou atrasos em processos operacionais podem afetar negativamente o fundo. A Casa de Investimentos procura muito ativamente reduzir a probabilidade de estes riscos ocorrerem, selecionando parceiros operacionalmente capazes e seguros para a transmissão de ordens e custódia de valores.

Indicador sintético de Risco e Remuneração

A Classificação do nível de risco do Organismo é baseada no cálculo da volatilidade histórica do valor da unidade de participação. Os dados históricos não garantem que o perfil de risco se mantenha no futuro, podendo a classe de risco do fundo variar ao longo do tempo. O cálculo do nível de risco está definido nos artigos 73º e 74º do Regulamento da CMVM nº 2/2015, que estipulam o cálculo da volatilidade dos retornos semanais ou mensais dos últimos cinco anos de acordo com a seguinte fórmula:

rt = rentabilidade do organismo de investimento coletivo no período t, m = número de períodos num ano (m = 52 para valores semanais e m = 12 para valores mensais), T = número de períodos em 5 anos (T = 260 para valores semanais e T = 60 para valores mensais) e r = média aritmética das taxas de rentabilidade semanal ou mensal.

O facto de o fundo ter sido lançado em Outubro de 2020 faz com que não tenha cinco anos de história para o cálculo da volatilidade. Segundo o estipulado no artigo 74.º do Regulamento da CMVM n.º 2/2015, o cálculo relativo ao período em que o organismo não tem histórico é efetuado com base em informação de uma carteira com perfil e composição semelhante.

A classificação do nível de risco é efetuada de acordo com a seguinte tabela:

O apuramento da volatilidade através desta metodologia, a 31 de Dezembro de 2021, aponta para um valor de 17,8%,colocando o fundo na classe de risco 6.

Aviso: qualquer investimento nos mercados financeiros envolve assumir riscos. Os investidores devem estar preparados para que os preços das ações subam e desçam. Consequentemente, o retorno do seu investimento pode ser positivo ou negativo e, dependendo do momento em que decidem resgatar os valores investidos, podem não receber todo o montante investido. Um horizonte de investimento alargado é essencial para acrescentarmos valor ao capital que nos entregam à gestão.

Volatilidade e risco são coisas diferentes: enquanto que risco é a probabilidade de perda permanente de capital, volatilidade é variação de cotação, e essa acontece quando os ativos têm cotação diária. Na Casa de Investimentos encaramos a volatilidade como uma oportunidade para comprar ou vender se as ações cotarem o nosso preço de compra ou de venda.

O Fundo PPR Save & Grow é de capital garantido?

O Fundo PPR Save& Grow não é de capital garantido.

Os PPR disponíveis no mercado dividem-se em dois grandes grupos: com capital garantidoe sem capital garantido.

Os primeiros têm a caraterística de garantirem que, no momento em que resgata o seu PPR, não irá receber menos do que investiu. Sendo produtos com risco muito reduzido,semelhante ao dos depósitos a prazo, proporcionam rendimentos extremamente reduzidos, em muitos casos inferiores à inflação, levando a uma perda real doseu poder de compra a longo prazo.

Nos PPR semcapital garantido, como o próprio nome sugere, existe a possibilidade dedesvalorização do seu capital: ao resgatar o seu PPR, poderá vir a recebermenos dinheiro do que investiu. Este risco torna-se cada vez menos provável à medida que o seu horizonte de investimento vai aumentando: a longo prazo, é expectável que um PPR 100% investido em ações, como o Save & Grow, venha a gerar retornos muito superiores aos dos produtos com capital garantido.

Qual o IBAN para efetuar transferências e reforços?

A transferência de valores para reforços deve ser efetuada para o IBAN PT50 0061 0050 0551146350035, conta titulada por Fundo Casa Global Value PPR OICVM, junto do Banco BIG. Agradecemos que nos informe sempre que ordene uma transferência, e se possível coloque no descritivo da operação o seu número de conta.

Qual o valor mínimo para abertura de conta Casa Global Value PPR e como posso ser Cliente?

O valor mínimo para a subscrição inicial é 1.000 euros, e também pode ser realizado por transferência (parcial ou integral) de PPRs detidos noutra instituição. Reforços subsequentes têm o mínimo de 100 euros. Os reforços não são obrigatórios nem exigem periodicidade definida.

Tenho um PPR noutra entidade financeira. Posso transferi-lo para a Casa de Investimentos?

Sim, pode transferir qualquer PPR (fundo ou seguro, de capital garantido ou não), integral ou parcialmente, com a grande vantagem de manter a antiguidade das subscrições já efetuadas e os benefícios fiscais associados.

Esta transferência pode ser solicitada aquando da abertura de conta fundo PPR e a qualquer momento na Área de Cliente no portal Save & Grow.

É simples, diligenciado por nós e sem qualquer custo da nossa parte. De acordo com a Lei está previsto um prazo máximo de resposta de 10 dias úteis por parte da sociedade gestora de origem. Tratando-se de um PPR com capital garantido, e apenas neste caso, a outra sociedade gestora de origem poderá cobrar até 0,5% do valor transferido.

As eventuais mais-valias (ou menos-valias) com o fundo são consideradas no apuramento anual de rendimentos de mais valias?

Embora a nossa resposta não deva substituir a consulta a um especialista em direito fiscal, podemos dizer que, de acordo com a legislação atualmente em vigor, e para fundos sediados em Portugal, como é o caso, o imposto é retido na fonte, no momento do resgate. As operações de resgate e as respectivas mais-valias (ou menos-valias) não precisam assim de ser declaradas e não serão consideradas no cálculo em sede de tributação autónoma. Se pretender que as mesmas sejam consideradas, deve optar pelo englobamento e proceder a declaração das operações de resgate e das respetivas mais-valias (ou menos-valias).

Como cliente, tenho acesso aos investimentos do fundo? 

O extrato do fundo apresentará a totalidade das posições de investimento da carteira, assim como o peso de cada uma.

O extrato é mensal e enviado por email?

Como cliente, recebe, mensalmente, uma notificação de disponibilidade de extrato integrado na sua área de cliente, onde também tem acesso, a qualquer momento e com atualização diária, à cotação das UPs e à situação patrimonial da sua conta.

A nível de risco, como é que o fundo se compara com a gestão individual de patrimónios da Casa de Investimentos?

O fundo Casa Global Value PPR/OICVM segue a mesma filosofia e a mesma abordagem ao investimento que utilizamos na gestão individualizada e também segue a carteira modelo que usamos nessa atividade. Sendo assim, os investidores encontram no nosso fundo um produto orientado a investidores com o mesmo perfil de risco e horizonte temporal de investimento da gestão individual, sem prejuízo da maior acessibilidade no que respeito a montantes mínimos de investimento.

Porquê optar por um PPR, ao invés de um ETF de índice?

O investidor deve optar em investir com a Casa se e quando acreditar na nossa filosofia de investimento, na capacidade da sua equipa, que existem princípios sólidos de que estamos empenhados em oferecer aquilo que é melhor para os nossos clientes e se quiser acompanhar o que é feito com o seu dinheiro e perceber porquê. Para além disso, acreditamos que, num período alargado, conseguiremos ter rentabilidades, pelo menos equivalentes às de um índice de ações globais. O que, em termos líquidos de tributação, representa uma vantagem para o investidor.

Que custos e comissões tem o fundo Casa Global Value PPR?

As comissões de gestão do fundo são de 1,3% na classe Founders e de 1,5% na classe Prime. Na taxa total de encargos correntes cujo valor atualizado pode ser encontrado na Informação Fundamental a Investidores (IFI) incluem-se ainda os custos de depositário, supervisão, contabilidade e auditoria. Estes custos adicionais são diluídos à medida que o valor dos ativos sob gestão aumenta.

*A comissão de resgate reverte a favor dos participantes do fundo, não a favor da Casa de Investimentos.

Quais são os benefícios fiscais do Fundo para residentes fiscais em Portugal?

Os Clientes individuais do Fundo com residência fiscal em Portugal beneficiam de: uma tributação das mais-valias no resgate que é, a qualquer momento, mais reduzida que a aplicada a outros valores mobiliários e é decrescente por patamares de antiguidade (tabela 1); isenção de Imposto de Selo na transmissão a herdeiros; uma opção de dedução à coleta de IRS de 20% das contribuições realizadas no ano com limites estabelecidos por patamares de idade, no caso de não se encontrarem na reforma (tabela 2).

Como posso subscrever mais unidades de participação no fundo?

Para além da possibilidade de definir subscrições adicionais programadas no momento de abertura de conta, pode efetuar reforços programados ou imediatos através da sua Área de Cliente, no portal Save & Grow. Para reforços programados, que podem ser periódicos e/ou pontuais, dará uma autorização de débito direto em conta bancária. Já para reforços imediatos efetuará uma transferência bancária da quantia a subscrever para o IBAN do fundo. O valor mínimo em cada um dos momentos de subscrição adicional é de €100.

As mais-valias do Casa Global Value PPR são consideradas no apuramento anual de rendimentos de mais-valias?

De acordo com a legislação atualmente em vigor, o resgate e respectivas mais-valias são de declaração facultativa, uma vez que as mesmas são alvo de retenção na fonte por taxa liberatória no momento do reembolso. Assim, se pretender que as mesmas sejam consideradas, deve optar pelo seu englobamento. Esta resposta não pretende substituir a consulta a um especialista em direito fiscal.

Qual a rentabilidade do Casa Global Value PPR e como posso acompanhar a evolução do fundo e do meu investimento?

A rentabilidade atualizada do fundo CasaGlobal Value está disponível aqui.

Posso investir no fundo através da minha empresa?

Como se trata de um PPR, o fundo destina-se exclusivamente a subscrições em nome de pessoas singulares (vd Decreto-Lei n.º 158/2002, de 2 de julho). No entanto, as empresas podem subscrever a favor e em nome dos seus trabalhadores.

Posso resgatar os valores investidos e acumulados no fundo, a qualquer momento? Em que condições?

O fundo investe em ações de grandes empresas mundiais, que transacionam em mercados organizados e têm muita liquidez diária. Por isso, o fundo tem liquidez permanente.

 

Os valores estão sempre disponíveis para resgate (à cotação da Unidade de Participação), seja ao abrigo ou não das condições definidas na Lei, de acordo com a tabela abaixo:

Caso o valor subscrito não tenha completado um ano de permanência no fundo, será cobrada comissão de resgate de 2%, que reverte a favor, não da gestora, mas sim dos participantes do fundo.

 

No caso de o reembolso solicitado determinar um valor de carteira inferior a 1.000 euros, isso implicará, automaticamente, a conversão do reembolso parcial em total.

O que acontece ao fundo e aos valores aplicados se a Casa de Investimentos fechar/falir? E se o banco custodiante falir?

O fundo é patrimonialmente autónomo da Casa de Investimentos e, portanto, não é afetado, no caso de esta última cessara sua atividade.

Os instrumentos financeiros (ações de excelentes empresas mundiais incluídas no fundo) estão integralmente salvaguardados e não são afetados pela eventual falência do custodiante.

O fundo investe em ações de grandes empresas mundiais, com balanços sólidos, que cotam em mercados organizados e têm muita liquidez diária.

Não obstante, gerimos a Casa de Investimentos com grande margem de segurança, mantendo um balanço muito sólido com Capital Social 26 vezes superior ao exigido pelo regulador.

O que distingue o PPR da Casa de Investimentos?

Investimos 100% em ações, seguindo a filosofia de investimento em valor.

O propósito do fundo é a segurança do capital e conquistar ganhos de poder de compra a longo prazo.

Investimos em negócios com fundamentos económicos excepcionais, e procuramos comprá-los quando transacionam a desconto do seu valor intrínseco, a margem de segurança que nos permite minimizar o risco e potenciar os retornos a prazo. A orientação de longo prazo é essencial e a paciência é largamente recompensada. Gerimos em nome dos nossos Clientes e para seu benefício. Cultivamos a transparência e o conhecimento como elementos criadores de relações de confiança. Em cada momento, os investidores do fundo sabem no que estão investidos e porquê.

A estratégia é – em linha com o que fazem as famílias mais ricas do mundo – investir num número limitado de empresas globais que consideramos extraordinárias e que tenham demonstrado, de forma consistente, capacidade de produzir retornos acima da média nos capitais investidos e libertar elevados níveis de cash-flows. Procuramos investir em:

·       Empresas cujos negócios percebemos bem e tenham capacidade de crescimento,

·       Grandes marcas mundiais com vantagens competitivas difíceis de replicar, balanços sólidos e capacidade de reinvestir lucros a taxas de rentabilidade elevadas,

·       Equipas de gestão capazes, com provas dadas a alocar capital, com foco na criação de riqueza para os acionistas e com participação acionista na empresa,

·       Procuramos comprar quando transacionam a preços sensatos.

Acreditamos que 20 a 30 empresas de grande qualidade, com capacidade de crescimento no mercado global e nas quais também investimos as nossas poupanças, permitirão um retorno muito satisfatório a longo prazo. Seguimos a mesma estratégia para a gestão de grandes patrimónios.

 Muitos têm grande capacidade de poupar e acumular valores em contas bancárias ou produtos que hoje não têm rendimento e, nalguns casos, têm riscos consideráveis. A questão que se coloca é a seguinte:

 Prefere emprestar o seu dinheiro a um banco (depósitos bancários), emprestá-lo a empresas ou governos com integridade duvidosa (obrigações de empresas ou países), se quiser ter algum rendimento ou investir esse dinheiro nalguns dos melhores e mais reputados negócios do mundo e participar no seu sucesso?

 As empresas em que investimos beneficiam de boas perspectivas de crescimento, têm balanços sólidos como uma fortaleza, e baixos níveis de dívida. Se pensar desta forma e ignorar a variação da cotação diária, só existe uma resposta lógica.

 A maior vantagem que podemos ter no investimento é o foco no longo prazo. O tempo é o melhor aliado dos negócios cuja qualidade, definida por quatros pilares:

·       O histórico da empresa,

·       A força do seu balanço,

·       As práticas contabilísticas que adota,

·       As forma como é gerida,

e cujas perspectivas futuras mostrem capacidade da empresa de gerar crescimento no volume de negócios, nas margens de lucro e nos cash flows.

 

Uma vez identificados estes negócios, só precisamos de os comprar a preços sensatos. Estes são os verdadeiros investimentos em valor. A margem de segurança é-nos garantida pela qualidade da empresa, pela sua capacidade de aumentar os lucros no futuro e pelo facto de sermos disciplinados e aproveitarmos para comprar quando estão a desconto. Estas empresas terão boas performances em momentos de expansão e terão grande capacidade de resiliência nas recessões ou crises económicas.

Qual o nível de risco do Casa Global Value PPR?

O fundo assume apenas posições longas em ações de empresas de grande capitalização nas quais temos grande convicção. Estas empresas transacionam em mercados organizados e as suas ações têm muita liquidez.

Risco de mercado – principal fator de risco do fundo é a variação da cotação de mercado, que pode depender não apenas dos fundamentos destas empresas e da evolução dos seus negócios, mas também da envolvente económica, de eventos extraordinários e do comportamento irracional dos investidores no mercado.

Risco cambial – o portfólio de empresas em que o fundo investe é global e está exposto a investimentos denominados em euros, em dólares americanos e em outras moedas. Não fazemos a gestão de risco cambial e, por essa razão, o fundo pode variar com as variações cambiais, sobretudo do dólar americano por ser a moeda a que os investimentos do fundo estão mais expostos.

Risco operacional – falhas ou atrasos em processos operacionais podem afetar negativamente o fundo. A Casa de Investimentos procura muito ativamente reduzir a probabilidade de estes riscos ocorrerem, selecionando parceiros operacionalmente capazes e seguros para a transmissão de ordens e custódia de valores.

Indicador sintético de Risco e Remuneração

A Classificação do nível de risco do Organismo é baseada no cálculo da volatilidade histórica do valor da unidade de participação. Os dados históricos não garantem que o perfil de risco se mantenha no futuro, podendo a classe de risco do fundo variar ao longo do tempo. O cálculo do nível de risco está definido nos artigos 73º e 74º do Regulamento da CMVM nº 2/2015, que estipulam o cálculo da volatilidade dos retornos semanais ou mensais dos últimos cinco anos de acordo com a seguinte fórmula:

rt = rentabilidade do organismo de investimento coletivo no período t, m = número de períodos num ano (m = 52 para valores semanais e m = 12 para valores mensais), T = número de períodos em 5 anos (T = 260 para valores semanais e T = 60 para valores mensais) e r = média aritmética das taxas de rentabilidade semanal ou mensal.

O facto de o fundo ter sido lançado em Outubro de 2020 faz com que não tenha cinco anos de história para o cálculo da volatilidade. Segundo o estipulado no artigo 74.º do Regulamento da CMVM n.º 2/2015, o cálculo relativo ao período em que o organismo não tem histórico é efetuado com base em informação de uma carteira com perfil e composição semelhante.

A classificação do nível de risco é efetuada de acordo com a seguinte tabela:

O apuramento da volatilidade através desta metodologia, a 31 de Dezembro de 2021, aponta para um valor de 17,8%,colocando o fundo na classe de risco 6.

Aviso: qualquer investimento nos mercados financeiros envolve assumir riscos. Os investidores devem estar preparados para que os preços das ações subam e desçam. Consequentemente, o retorno do seu investimento pode ser positivo ou negativo e, dependendo do momento em que decidem resgatar os valores investidos, podem não receber todo o montante investido. Um horizonte de investimento alargado é essencial para acrescentarmos valor ao capital que nos entregam à gestão.

Volatilidade e risco são coisas diferentes: enquanto que risco é a probabilidade de perda permanente de capital, volatilidade é variação de cotação, e essa acontece quando os ativos têm cotação diária. Na Casa de Investimentos encaramos a volatilidade como uma oportunidade para comprar ou vender se as ações cotarem o nosso preço de compra ou de venda.

Posso abrir uma conta fundo PPR para os meus filhos (ou outro menor)?

Sim. Iniciar o investimento a longo prazo desde tenra idade é a melhor forma de conquistar uma verdadeira independência financeira para o futuro − como poderá constatar através deste Simulador.

A subscrição do Casa Global Value PPR é individual (por NIF). Porém, o titular pode incluir na sua conta um ou mais Representantes Legais (com poderes de movimentação da conta). A conta pode ser titulada por um menor com intervenção de um dos pais (ou ambos) como Representante Legal, que terá a exclusividade dos poderes de movimentação da conta até que o titular atinja a maioridade. Não existe idade mínima do menor. Para a abertura de conta só é necessário apresentar o cartão de cidadão do menor.

Ainda tem questões?

PEDIR CONTACTOFECHAR ✕
.
Definições de Cookies

Ao clicar em “Aceitar tudo”, concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a navegação no site, analisar o uso do site e desempenho de marketing. Mais informações.

Estritamente Necessário (Sempre Ativo)

Cookies necessários para ativar as funcionalidade básicas do site.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.