Voltar

Considerado pela Time Magazine como um dos gigantes do investimento do Séc XX, John Bogle faleceu no passado dia 16 de janeiro.

Neste vídeo, datado de agosto de 2011 (aquando do downgrade da dívida americana, que provocou um recuo de cerca de 20% nos mercados financeiros mundiais), Bogle, como sempre ao longo da sua longa carreira, ajuda os investidores a tomar as melhores decisões relativamente às suas poupanças.

Gostaria de fazer a distinção entre um investidor e um especulador. Esta volatilidade no mercado é inteiramente causada por especuladores, as pessoas que tentam capturar a última vaga de sentimento, as mais recentes palavras da Reserva Federal, os últimos acontecimentos na Europa, os problemas em Washington e os últimos dados económicos. Isto tem muito pouco a ver com a economia no longo prazo.

Tentem ignorar o ruído!

A regra para a maior parte das coisas na vida é, “Não fiques parado. Faz qualquer coisa!” Mas, para o investidor de longo prazo, a regra deveria ser, “Não faças qualquer coisa. Fica parado!”

Devemos investir para o longo prazo. Se estamos a investir para a vida ou para os próximos 15 ou 20 anos, sabemos que vamos passar por recessões e bolhas. Vamos ter bons e maus períodos. É isto que são os mercados e tentar entrar no fundo e sair no topo é simplesmente impossível.

É uma boa aposta que as ações se comportarão melhor que as obrigações na próxima década.

Ouro não é investimento. Ouro é especulação, não tem qualquer valor intrínseco subjacente. As obrigações são suportadas pelos cupões, as ações são suportadas pelos dividendos e lucros crescentes. O ouro é suportado pela capacidade de pensar que alguém nos vai tirá-lo das mãos por mais do que aquilo que pagamos.

Devemos concentrar-nos no investimento para o longo prazo e ignorar a insanidade da especulação de curto prazo.